Português do Brasil English
Devin no Facebook  Devin no Twitter  RSS do Site 
Linux    

Verificação automática dos sistemas de arquivos (auto-fsck)


Comentários  14
Visualizações  
40,652

Não importa que sistema ou distribuição Linux você esteja usando, sempre há um sistema de arquivos armazenando os seus dados. Há alguns anos atrás, os sistemas de arquivos (ou filesystems, em inglês) não eram tão modernos e precisam de alguns cuidados. Por exemplo: ao usar o sistema de arquivos ext2, se o computador fosse reiniciado ou desligado de forma forçada (o famoso dedoff, ou seja, mete o dedo no botão), logo na inicialização do Linux era feita a verificação de todo o sistema de arquivos, procurando por inconsistências, erros, arquivos e dados perdidos, essas coisas. Dependendo do tamanho do disco, isso poderia demorar vários minutos ou até horas…

Com os sistemas de arquivos mais modernos isso não acontece. Exemplo: ext3, ext4, XFS, ReiserFS, brtfs, entre outros. Todos esses sistemas de arquivos possuem uma funcionalidade muito útil chamada de journaling, uma espécie de meu querido diário. Com o journaling, as operações do sistema de arquivos são gravadas em um log, antes de começar e depois que acabou a operação. Assim, se algo falhar no caminho, o sistema de arquivos lê o log e sabe exatamente como consertar ou refazer (ou não fazer). Isso evita termos que ficar esperando uma verificação completa em todo o sistema de arquivos….

Mas quando acontece algum erro, é hora do fsck entrar em ação. Que tal a gente automatizar ele?

Leia mais