Português do Brasil English
Devin no Facebook  Devin no Twitter  RSS do Site 
Programas    

Gerando relatórios do Squid com o SARG


Comentários  100
Visualizações  
227,935

Neste tutorial você poderá aprender como gerar relatórios completos de acesso ao Squid com o programa SARG, que apropósito é muito bom e feito por um brasileiro :)

O SARG (Squid Analysis Report Generator) é uma ferramenta muito boa desenvolvida por um brasileiro que permite à você ver para “onde” seus usuários estão indo na Internet através da análise do arquivo de log “access.log” do famoso proxy Squid. O poder da ferramenta é incrível, ele pode dizer para você quais usuários acessaram quais sites, em que horas, quantos bytes foram baixados, quantas conexões foram feitas, relatórios de sites mais acessados, usuários que mais acessam, relatório de sites negados, falha de autenticação, entre outros. A gerência que você pode obter com isso é muito boa, principalmente para as empresas que querem economizar o uso da Internet.

Vamos aqui instalar e configurar o SARG para ele gerar relatórios diários de acesso do Squid. Para isso precisaremos de um Squid já configurado e rodando (o que não vou cobrir neste tutorial em si), que gere os logs de acesso no arquivo access.log. Se você desconhece isso, vá ao arquivo de configuração do Squid e veja se existe a linha abaixo. Se não existir, adicione:

cache_access_log /var/log/squid/access.log

Geralmente o arquivo de configuração do Squid está em “/etc/squid/squid.conf”. A linha acima especifica que o arquivo de log deverá estar em “/var/log/squid/access.log”, lembre-se disso para posteriormente informarmos ao SARG. Se você teve que adicionar essa linha no Squid, reinicie-o (ou de um ‘reload’ no serviço) para que as mudanças sejam efetivadas.

Agora vamos ao que interessa. Você precisará baixar o SARG através do endereço:

No caso deste tutorial, peguei o codigo-fonte da versão 1.2.2. Você poderá notar também que há links para pacotes pré-compilados, e caso você tenha uma distribuição suportada, você pode pegar os pacotes e instalar através do gerenciador de pacotes. Mas como peguei o código-fonte, vamos compilar o programa:

# tar zpfx sarg-1.2.2.tar.gz
# cd sarg-1.2.2
# ./configure --enable-sysconfdir=/etc/sarg

[...configurando a compilação...]

# make

[...compilando...]

# make install

Fiz o procedimento como root porque quis, na verdade o root só é requerido no passo “make install”, porque ele instala o programa “sarg” no /usr/bin e o diretório de configuração em “/etc/sarg”. Isso tudo pode ser escolhido através do comando “./configure”, e para você saber de suas opções, digite “./configure –help”.

Agora que o programa foi compilado e instalado, precisaremos configurar para ele rodar. Escolhemos na compilação o diretório /etc/sarg para armazenar os arquivos de configuração, então vamos agora trabalhar nele.

# pwd
/etc/sarg
# ls
exclude_codes  languages/  sarg.conf

Veja quais os arquivos padrões que ele cria. Como nossa instalação vai ser um pouco mais complexa, teremos de criar alguns arquivos mais, e organizar os já existentes:

# mv sarg.conf default.conf
# touch exclude.hosts
# touch exclude.strings
# touch exclude.users
# ls
default.conf   exclude.hosts    exclude.users
exclude_codes  exclude.strings  languages/

Uma breve explicação sobre os arquivos que criamos:

  • exclude.hosts – Aqui cada linha terá um domínio/URL que não será mostrada no relatório. Útil para você colocar, por exemplos, endereços de download da Intranet que passam pelo Squid, mas não gastam banda de Internet nenhuma.
  • exclude.strings – Se alguma linha do arquivo de log conter uma das strings deste arquivo (cada string por linha), esta linha do log será ignorada do relatório. Com isso você pode filtrar qualquer coisa do relatório.
  • exclude.users – Os usuários que estiverem neste arquivo (separados por linha) não serão incluídos no relatório.

Agora vamos ter que criar um arquivo de configuração para o SARG. Como eu disse anteriormente, este arquivo de configuração será para um relatório diário. Colocaremos essa configuração no arquivo “/etc/sarg/sarg-dia.conf”. Abaixo segue um arquivo de configuração comentado, para posterior análise:

# Relatório Squid por: Dia

# Língua Utilizada, coloquei em inglês aqui, mas será tudo em português
# do Brasil, veja o porquê depois.
language English

# Arquivo de LOG do Squid, lembra? Na sua configuração do Squid tem
# falando onde se encontra este arquivo.
access_log /var/log/squid/access.log

# Título da página HTML
title "Relatório Diário do Proxy"

# --- Visual ---
# Aqui tem várias variáveis que você pode mudar para deixar o
# visual do relatório (cores, fontes, etc) de acordo com o que
# você quiser. Aqui estou usando os valores padrões.
font_face Arial
header_color darkblue
header_bgcolor blanchedalmond
header_font_size -1
background_color white
text_color black
text_bgcolor beige
title_color green
#--- Fim do Visual ---

# Diretório Temporário
temporary_dir /tmp

# Diretório de Saída para as página de relatório, ou seja,
# onde o relatório vai ficar para consulta via um navegador.
# "Geralmente" esse diretório tem que estar dentro do root do seu
# servidor Web :D
output_dir /var/www/html/squid-report/dia

# Qual critério de ordem para a seção "TopUser?" USER/CONNECT/BYTES/TIME
# Isso irá organizar o relatório na seção de TopUsers, colocando os usuários
# que mais baixaram bytes primeiro.
topuser_sort_field BYTES reverse

# Qual critério de ordem para a seção "User"? SITE/CONNECT/BYTES/TIME
# Isso irá organizar a seção de usuários da mesma forma que o item anterior.
user_sort_field BYTES reverse

# Arquivo com usuários que não devem estar nos relatórios
exclude_users /etc/sarg/exclude.users

# Arquivo com hosts que não devem estar nos relatórios
exclude_hosts /etc/sarg/exclude.hosts

# Formato da data (e=dd/mm/yy, u=mm/dd/yy, w=yy/ww)
date_format e

# Limite de logs até os antigos serem removidos, quando houver mais
# de N relatórios, o mais antigo é automaticamente removido. Aqui
# estamos indicando para nunca apagar nada.
lastlog 0

# Remover arquivos temporários após o uso?
remove_temp_files yes

# Gerar o index.html? (only = gera só o index.html principal)
index yes

# Sobrescrever o relatório se já existe?
overwrite_report yes

# O que fazer com registros sem usuário? (ignore/ip/everybody)
records_without_userid ignore

# Usar vírgula ao invés de ponto?
use_comma no

# Qual a quantidade de sites mais visitados à listar?
topsites_num 100

# Qual critério de ordem para o topsites? CONNECT/BYTES A/D
# Aqui diz para ordenar os sites mais acessados por utilização de banda,
# em forma decrescente.
topsites_sort_order BYTES D

# Arquivo de códigos HTTP para serem ignorados no relatório
exclude_codes /etc/sarg/exclude_codes

# Tempo de checkagem
max_elapsed 28800000

# -- Tipo de Relatorio a ser gerado --
#      + topsites       - Mostra o site, conexão e bytes
#      + sites_users    - Mostra que usuários estavam acessando um site
#      + users_sites    - Mostra sites acessados pelo usuário
#      + date_time      - Mostra quantidade de bytes usados por dia e hora
#      + denied         - Mostra todos os sites negados com URL completa
#      + auth_failures  - Mostra falhas de autentificação
report_typie topsites users_sites sites_users date_time denied auth_failures site_user_time_date

# Exibir URLs completas? (Não recomendado)
long_url no

# Se alguma linha do access.log conter uma das strings, será ignorada
exclude_string /etc/sarg/exclude.strings

# Mostrar mensagem de sucesso na geração do relatório no fim?
show_successful_message no

# Campos para a seçao topusers
topuser_fields NUM DATE_TIME USERID CONNECT BYTES %BYTES IN-CACHE-OUT USED_TIME MILISEC %TIME TOTAL AVERAGE

# Quantidade de usuários para listar no relatório topsites
topuser_num 0

O arquivo de configuração em si já explica as configurações para você alterar. Mas também há mais opções disponíveis no programa, você pode ver explicações sobre estas novas configurações no arquivo padrão de configuração, que deixamos como “/etc/sarg/default.conf”.

Sobre a língua utilizada, eu verifiquei um erro que aconteceu comigo, então fiz uma solução simples e rápida pra isso. O que acontece é que mesmo mudando a variável language, o programa fica gerando relatórios em Inglês. Se acontecer isso com você, faça o seguinte:

# cd /etc/sarg/languages
# mv English English.old
# ln -s Portuguese English

O que fiz aqui foi fazer um link simbólico do English para o Portuguese, para que o programa pegue o conteúdo do arquivo Portuguese e não do English original. Repare que eu também fiz um backup do arquivo English, e lembre-se sempre disso: faça sempre backups! Tente nunca apagar algo.

Existe também outro erro em relação à isto, só que este é mais sério. O arquivo de tradução “Portuguese” está incompleto, e por isso ele não gera os links para os relatórios de falhas de autenticação e de sites mais acessados. Para consertar isso, edite o arquivo “/etc/sarg/languages/Portuguese” e adicione as seguintes linhas no final do arquivo:

"Negado"
"Topsites"

Assim a tradução não irá faltar, e os links estarão bonitinhos no lugar :) Mas agora falta rodar o programa para gerar o nosso relatório! Vamos supor que hoje seja o dia 05/02/2003 (epa, essa é a data em que estou escrevendo isso :P) e você queira gerar o que até agora acessaram no seu proxy. Execute isto:

# /usr/sbin/sarg -f /etc/sarg/sarg-dia.conf -d 05/02/2003-05/02/2003

E espere… Dependendo da quantidade de acessos ao seu proxy, e o tamanho do arquivo de log, o processo poderá demorar. Quando terminar, acesse o diretório que você configurou o “output” no seu servidor Web para ver o relatório na íntegra. Mas e agora, teremos que ficar rodando este comando todo dia pra ficar gerando? Não! :P Para isso que serve o crontab, vamos configurá-lo para rodar este comando todo dia às 01:01 da manhã.

Nota: Várias distribuições já vem com um crontab diário configurado. Ou seja, todos os arquivos executáveis que estiverem dentro do diretório “/etc/cron.daily” serão executados em um certo horário (geralmente 4 da manhã de todo dia).

Se sua distribuição tiver este diretório, crie o arquivo “/etc/cron.daily/sarg-dia”. Caso ela não tenha, crie um arquivo chamado “/usr/local/bin/sarg-dia”. Coloque o seguinte conteúdo em um desses arquivos:

#!/bin/bash

HOJE=$(date --date "1 day ago" +%d/%m/%Y)

/usr/sbin/sarg -f /etc/sarg/sarg-dia.conf -d $HOJE-$HOJE
exit 0

Se o seu caso foi de criar o arquivo “/usr/local/bin/sarg-dia”, então você terá que configurar também o crontab para rodar este programa às 01:01 da manhã como dissemos. Adicione a seguinte linha no arquivo “/etc/crontab”:

01 1 * * * root /usr/local/bin/sarg-dia

E não se esqueça de dar permissão de executável para o script que criamos:

# chmod +x /usr/local/bin/sarg-dia
(ou)
# chmod +x /etc/cron.daily/sarg-dia

Pronto. Com isso o crontab irá rodar o nosso script todo dia de madrugada. Para quem não entendeu o script, ele primeiro pega a data de 1 dia antes e coloca no formato DIA/MES/ANO, como queríamos para passar pro SARG, então ele chama e gera o relatório do dia anterior… Legal não?

Para cada dia, o SARG gera um diretório diferente, especificado por data. Experimente gerar os relatórios e verificar no diretório de saída (output), vai aparecer algo como:

# ls
01Feb2003-01Feb2003  03Feb2003-03Feb2003  index.html
02Feb2003-02Feb2003  04Feb2003-04Feb2003

Pronto! Você já pode ser um usuário feliz deste excelente gerador de relatórios :) Se você entendeu direitinho este tutorial, verá que é fácil fazer também relatórios semanais e mensais através dos scripts e crontab. Mas aí vai de exercício pra você.

Aviso: Os relatórios geram muitas páginas, e dependendo do relatório, pode gastar muito e muito espaço em disco, então tome cuidado. Por exemplo, aqui o dia 03 de Fevereiro deu 103MB de relatório. Mas ao compactar este diretório para .tar.bz2, consegui reduzir para 1.2MB :) Faça os relatórios, compacte-os, vá juntando e gravando em um CD, assim você poderá ter um histórico completo de quem acessou o que durante uma certa época. Boa sorte!


Comentários  100
Visualizações  
227,935


TagsLeia também

Apaixonado por Linux e administração de sistemas. Viciado em Internet, servidores, e em passar conhecimento. Idealizador do Devin, tem como meta aprender e ensinar muito Linux, o que ele vem fazendo desde 1997 :-)


Leia também



Comentários

100 respostas para “Gerando relatórios do Squid com o SARG”

  1. Jamilson J. Endlich disse:

    O autor está de parabéns. O Tutorial está simples e eficaz, bem explicado, de forma que fica fácil entender.

    Apenas uma observação para o Link de download do SARG, que não funcionou comigo mas, isto não é problema.

    Parabéns, e Abração.

    Jamilson, Serra – ES.

  2. Henrique Ribeiro disse:

    Bom dia Jamilsom.

    Eu tenho o Squid rodando em um servidor Windows 2003 server, eu consigo rodar o sarg nesse squid?

    Desde já obrigado pela atenção.

  3. Anselmo disse:

    Muito bem. Segui os passos e correu tudo direitinho. Infelizmente apaguei o log do squid um pouco antes de implantar o SARG, pois tinha um micro com virus na rede e ele travou o squid de tanto log que gerou. Vou ter que esperar alguns dias para poder ver o SARG funcionando a pleno vapor. O script desta página funcionou muito bem e olha que eu baixei o SARG.2.2.5.

    Valeu!

    Anselmo – Manaus.

  4. Airton Almeida disse:

    Amigo,

    São pessoas assim como você que ainda me faz acreditar na humanidade.

    Obrigado por compartilhar os seus conhecimentos conosco.

    Um grande abraço

    Airton Almeida

    São Luis/Maranhão

  5. k4mus disse:

    Amigo, esta variavel:

    + sites_users – Mostra que usuários estavam acessando um site

    ..estes usuarios seriam os do squid,nao é?

    Eu fiz aqui como vc falou, mas no relatorio so aparece o IP inves do nome dos usuarios do squid. Precisa configurar alguma coisa no squid tbm?

    Grato

  6. Nelson Giongo disse:

    Ola,

    Vc deve editar o arquivo sarg.usertab e colocar o ip depois o nome.Exemplo:

    192.168.0.2 neson.

    Espero ter ajudado.

    Um abraço

  7. Daniel Seelig disse:

    Olá,

    estou com um problema estranho: quando "rodo" o sarg em linha de comando, ele só funciona se eu não especificar a data. Quando uso o parâmetro -d com o intervalo de data, ele percorre o arquivo de log e depois dá a mensagem "No records found". Já testei diversas opções de formato de data e nada faz ele entender o período que eu quero.

    O que será? Minha configuração é um FC4 com kernel 2.6.11-1.1369_FC4smp.

    Obrigado.

  8. Thordin disse:

    No entiendo, en que hablan?

  9. jbacker disse:

    Olá,

    estou com um problema, o sarg estava rodando normalmente, quando eu dei o comando pra gerar o relatório ele deu um erro de que não tinha nenhuma entrada, ai tentei de tudo, até eu desinstala-lo, mas agora que tento instalar ele não esta nem configurando as Linguagens nem o sarg.conf la em /etc/squid/

    se alguem poder me ajudar eu agradeço desde já!!

  10. Roberio Rebeca disse:

    Instalei o Sarg, mas estou com um pequeno problema, não está gerando o relatório executo o comando /usr/sbin/sarg -f /etc/sarg/sarg.conf -d 20062008-20062008 e não dá erro nenhum, mas não gera o arquivo. Será que tem alguma coisa a mais para configurar?

    Estou usando no Fedora2 o caminho do Output está configurado tudo certo, mas funciona.

    se alguem puder me ajudar ficarei muito grato, pois estou apanhando muito deste sarg

  11. falk disse:

    Roberio Rebeca

    20 Jun 2008, 17:27

    escreva a data e nao somente o ano. como no tutorial. ex:

    # /usr/sbin/sarg -f /etc/sarg/sarg-dia.conf -d 05/02/2003-05/02/2003

    abraços

  12. danilo disse:

    cara parabens… fiz aki uma configuração e fuincionou certinho… sem nenhum erro..

    nota 10

    Obrigado!!!

  13. Tiago Damasceno disse:

    Gostaria de saber como fazer para atualizar ele em hora/hora

  14. Roberio Rebeca disse:

    Olá Pessoal, ainda estou apanhando do Sarg, pois naõ consigo gerar os relatório de maneira nenhuma, já garimpei na internet inteira e não consigo fazer funcionar, o meu script está igual o do tutorial coloco a data conforme o FALK falou na resposta do dia 22/06/2008, mas não funciona, será que vou ter que desinstalar e tentar tudo denovo?

    Alguem poderiame ajudar remover este sarg e instalar novamente.

  15. Crys disse:

    Tudo instalado e funcionando… valeu. Mas surgiu uma discussão. Os dados abaixo do IN no campo IN-CACHE-OUT, é o que estava em cache e os dados abaixo do OUT é o que foi baixado da internet, correto? Ou é o inverso?

    Obrigado

  16. Tiago disse:

    Dicas excelentes.

    Meus parabéns!!!

    Tenho uma dúvida: o que seria o usuário "tcp_miss_200" no relatório do sarg?

    Obrigado!

  17. albert disse:

    TCP MISS significa que ele nao encontrou determinado arquivo no cache e vai precisar baixar do site… HIT significa que encontrou… na memoria cache funciona dessa forma tambem. HIT E MISS.

  18. wilson disse:

    PARABÉNS!!!

    Realmente é um artigo de qualidade com boa didática.

    Wilson

    Ps: Seria interessante passar a configuração do apache para o usuário visualizar o relatório.

  19. Deyvidson disse:

    Srs. tenho o Suse 10.3 fiz os procedimentos acima não deu nenhum erro de instalação do SARG, o squid já esta funcionando na boa, porém ao tentar gerar o relatório ele me diz que não há registro, mas ao ver o access.log tá cheio de acessos…. fiz a geração do relatório da forma como o colega diz …e nada? alguma dica a respeito disso!

  20. leo carpwiski disse:

    não consigo fazer o sarg mostra relatorio por usuario ou por ip, tudo está instalado e funcionado, qual seria a linha de comamndo cocorreta? obrigado

  21. mano esse script eo melhor mesmo funcionou bem aqui e essa regra de usuário nos comentários e uma mão na roda obrigado por compartilha o maior tesouro da raça humana o conhecimento

  22. Gustavo disse:

    o link de download está quebrado, alguém sabe onde posso baixar o sarg?

  23. Silvano disse:

    Boa tarde. Também achei muito legal, bem explicado. Só que não estou conseguindo visualisar os relatórios no I.E. na rede local. Tenho o apache2 instalado, mas não sei se precisa de alguma configuração especial para rodar o SARG. Se alguém puder me ajudar, ficaria grato.

  24. Cleiton Souza disse:

    Olá Colega, quero registrar o meus parabéns pelo tutorial, até agora só tinha achado informaçoes fragmentadas, mas o seu tutorial esta completinho, Parabéns!!!

  25. Tiago disse:

    Estou com uma duvida referente a cron.

    ela está chamando o arquivo sar-dia.conf, mais o que deve ter neste arquivo? #!/bin/bash

    HOJE=$(date –date "1 day ago" +%d/%m/%Y)

    /usr/sbin/sarg -f /etc/sarg/"sarg-dia.conf" -d $HOJE-$HOJE

    exit 0

    Vocês pode me ajudar?

  26. Francisco disse:

    Parabéns, fiz uso deste tutorial e obtive 100% de sucesso muito obrigado meu amigo, Deus lhe recompense por compartilhar seu conhecimento conosco!

  27. Fabio disse:

    Não consigo baixar o arquivo pelo site http://web.onda.com.br/orso/, tem algum outro???????? valeu.

  28. Fabio disse:

    explica melhor a parte de instalar, por onde instalo e como instalo o sarg, pelo prompt de comando? como? grato

  29. ivan disse:

    bom dia amigo no meu caso uso debian 4 etch eu tenho que cria o sarg-dia no etc/cron.daily

    e tambem no etc/squid/sarg-dia porque no debian o sarg fica dentro do diretorio do squid e nao entendi se eu tenho que muda a hora ou nao porque no meu caso ja tem o diretorio etc/cron.daily e se for o caso de mudar onde eu mudo a hora e gerar os relatorios

  30. Khalmyr disse:

    Bom dia pessoal. A minha dúvida é a seguinte: tenho uma gama de usuários. Tenho que gerar um relatório só de alguns… Tipo, há o exclude_users que exclui usuários, mas não haveria um tipo que de arquivo que apenas o que eu colocar lá iram aparecer no relatório? Grato

  31. Luiz disse:

    Bom dia pessoal, segui os passas desse tutorial porém ao executar o sarg-dia ele me devolve o seguinte:

    SARG: Records in file: 17393, reading: 100.00%

    SARG: Nao ha registros

    SARG: Fim

    So que na hora que faço a atualização a pagina não aparece nada… o que está acontecendo.

    Abraço

  32. Khalmyr disse:

    Pessoal, pesquisei muito e fiz uma baita de uma volta. Poderia ter lido por inteiro o sarg.conf…

    Achei essa TAG:

    # TAG: include_users "user1:user2:…:usern"

    # Reports will be generated only for listed users.

    #

    #include_users none

    A partir dela poderei incluir somente usuários que quero que apareçam no relatório. Só para compartilhar com o pessoal.

    Abraços

  33. Khalmyr disse:

    Luiz, no sarg-dia, experimenta utilizar os caminhos no comando ao invés do sarg.conf. Já me safei uma vez assim.

  34. Tiagreen disse:

    Parabéns pelo Tutorial.

    Quando eu executo o comando# sarg -f , da a seguinte mensagem.

    SARG: (language) cannot open language file: /usr/local/sarg/languages/English

    Utilizo Fedora 10 e estou com o SARG 2.2.5.

    Alguem poderia me ajudar?

    Desde já agradeço!

  35. Lúcio disse:

    Parabéns pelo tutorial, muito bom mesmo.

    Fiz tudo direitinho, porém qual executo

    sarg -f /etc/squid/sarg-dia.conf -d 09/03/2009-09/03/2009

    diz que não encontrou registros. Já mudei a data para um intervalo maior; já verifiquei o access.log e tem registros, porém sempre diz que não tem registros. Alguém poderia me ajudar? Grato

  36. Rodrigo Schiavo disse:

    quando vou executar o sarg

    #sarg

    aparece a seguinte mensagem:

    # /usr/local/squid/var/loags/access.log

    sendo que não existe isso em meu proxy

    como posso resolver esse problema?

    e quando vou acessar via web não exibe os relatorios.

    se alguem puder ajudar ficarei grato.

    abraços

  37. Deivid Veras disse:

    O MELHOR TUTORIAL QUE JA LI

    PARABENS 1.000.000 de vezes

    excelente trabalho me ajudou aki e poucos minutos

    :D

  38. Sergio disse:

    Boa tarde pessoal.

    No relatório gerado na coluna ELAPSED TIME é mostrado o tempo total que o usuário ficou no site ou é mostrado o tempo de carregar a página. Estou usando a versão 2.2.1 e percebi que o tempo mostrado nessa coluna não é correto, ou seja, testei um usuarios que ficou mais de 3 horas no mesmo site e no elapse time mostra apenas 1 min. e 36 segundos.

    Agradeço a atenção

    Abcs Sergio

  39. Flávo Petr&ua disse:

    Parabéns, Hugo Cisneiros excelente post.

    Estou com um probleminha quando rodo o programa para gerar o relatório ele mostra o seguinte:

    SARG: Records in file: 45834, reading: 100.00%

    SARG: Nao ha registros

    SARG: Fim

    Daí verifico na pasta do output e realmente o arquivo não foi gerado, o que será que está errado?

  40. Sergio disse:

    Olá Flavio.

    Compare o seu sarg.conf com o que uso. Estou postando aqui apenas as linhas não comentandas ( sem o # ) porque o arq. é muito extenso.

    Verifique também os direitos de acesso aos diretorios onde estão sendo gerados os arquivos e como está o direito de acesso no access.log do squid também.

    aqui está assim:

    diretorio do log do squid

    -rw-r–r– 1 squid squid 187160862 Abr 16 16:56 access.log

    diretorio onde está sendo gerado os arquivos para leitura por browser

    drwxr-xr-x 108 root root 20480 Abr 16 04:04 diario

    -rw-r–r– 1 root root 92 Abr 10 2006 .htaccess

    -rw-r–r– 1 root root 20 Jan 31 2006 .htpasswd

    drwxr-xr-x 2 root root 4096 Jul 10 2006 images

    -rw-r–r– 1 root root 3852 Jul 10 2006 index.html

    drwxr-xr-x 8 root root 4096 Abr 1 05:03 mensal

    drwxr-xr-x 17 root root 4096 Abr 12 04:27 semanal

    Aqui está o sarg.conf (somente linhas descomentadas devido ao tamanho)

    language Portuguese

    # TAG: access_log file

    # Where is the access.log file

    # sarg -l file

    #

    access_log /var/log/squid/access.log

    # TAG: graphs yes|no

    # Use graphics where is possible.

    # graph_days_bytes_bar_color blue|green|yellow|orange|brown|red

    #

    graphs yes

    graph_days_bytes_bar_color orange

    # TAG: title

    # Especify the title for html page.

    #

    title "Squid Relatorio de Acessos"

    # TAG: background_image

    # Html page background image

    #

    background_image none

    # TAG: temporary_dir

    # Temporary directory name for work files

    # sarg -w dir

    #

    temporary_dir /tmp

    # TAG: output_dir

    # The reports will be saved in that directory

    # sarg -o dir

    #

    output_dir /var/www/html/squid

    # TAG: topuser_sort_field field normal/reverse

    # Sort field for the Topuser Report.

    # Allowed fields: USER CONNECT BYTES TIME

    #

    topuser_sort_field BYTES reverse

    # TAG: user_sort_field field normal/reverse

    # Sort field for the User Report.

    # Allowed fields: SITE CONNECT BYTES TIME

    #

    user_sort_field BYTES reverse

    # TAG: exclude_users file

    # users within the file will be excluded from reports.

    # you can use indexonly to have only index.html file.

    #

    exclude_users exclude.users

    # TAG: date_format

    # Date format in reports: e (European=dd/mm/yy), u (American=mm/dd/yy), w (Weekly=yy.ww)

    #

    date_format e

    # TAG: lastlog n

    # How many reports files must be keept in reports directory.

    # The oldest report file will be automatically removed.

    # 0 – no limit.

    #

    #lastlog 0

    # TAG: remove_temp_files yes

    # Remove temporary files: geral, usuarios, top, periodo from root report directory.

    #

    remove_temp_files yes

    # TAG: index yes|no|only

    # Generate the main index.html.

    # only – generate only the main index.html

    #

    index yes

    # TAG: use_comma no|yes

    # Use comma instead point in reports.

    # Eg.: use_comma yes => 23,450,110

    # use_comma no => 23.450.110

    #

    use_comma no

    # TAG: topsites_num n

    # How many sites in topsites report.

    #

    topsites_num 100

    # TAG: topsites_sort_order CONNECT|BYTES A|D

    # Sort for topsites report, where A=Ascendent, D=Descendent

    #

    topsites_sort_order BYTES D

    # TAG: max_elapsed milliseconds

    # If elapsed time is recorded in log is greater than max_elapsed use 0 for elapsed time.

    # Use 0 for no checking

    #

    max_elapsed 28800000

    # 8 Hours

    # TAG: report_type type

    # What kind of reports to generate.

    # topusers – users, sites, times, bytes, connects, links to accessed sites, etc

    # topsites – site, connect and bytes report

    # sites_users – users and sites report

    # users_sites – accessed sites by the user report

    # date_time – bytes used per day and hour report

    # denied – denied sites with full URL report

    # auth_failures – autentication failures report

    # site_user_time_date – sites, dates, times and bytes report

    # downloads – downloads per user report

    #

    # Eg.: report_type topsites denied

    #

    report_type topusers topsites sites_users users_sites date_time denied auth_failures site_user_time_date downloads

    # TAG: usertab filename

    # You can change the "userid" or the "ip address" to be a real user name on the reports.

    # Table syntax:

    # userid name or ip address name

    # Eg:

    # SirIsaac Isaac Newton

    # vinci Leonardo da Vinci

    # 192.168.10.1 Karol Wojtyla

    #

    # Each line must be terminated with 'n'

    #

    #usertab none

    # TAG: long_url yes|no

    # If yes, the full url is showed in report.

    # If no, only the site will be showed

    #

    # YES option generate very big sort files and reports.

    #

    long_url no

    # TAG: date_time_by bytes|elap

    # Date/Time reports will use bytes or elapsed time?

    #

    date_time_by elap

    # TAG: show_successful_message yes|no

    # Shows "Successful report generated on dir" at end of process.

    #

    show_successful_message no

    # TAG: show_read_statistics yes|no

    # Shows some reading statistics.

    #

    show_read_statistics yes

    # TAG: topuser_fields

    # Which fields must be in Topuser report.

    #

    topuser_fields NUM DATE_TIME USERID CONNECT BYTES %BYTES IN-CACHE-OUT USED_TIME MILISEC %TIME TOTAL AVERAGE

    # TAG: user_report_fields

    # Which fields must be in User report.

    #

    #user_report_fields CONNECT BYTES %BYTES IN-CACHE-OUT USED_TIME MILISEC %TIME TOTAL AVERAGE

    # TAG: topuser_num n

    # How many users in topsites report. 0 = no limit

    #

    topuser_num 0

    Espero auxiliar todos

  41. Flávo Petr&ua disse:

    sérgio segue o meu sarg-dia.conf

    # Relatório Squid por: Dia

    # Língua Utilizada, coloquei em inglês aqui, mas será tudo em português

    # do Brasil, veja o porquê depois.

    language English

    # Arquivo de LOG do Squid, lembra? Na sua configuração do Squid tem

    # falando onde se encontra este arquivo.

    access_log /var/log/squid/access.log

    # Título da página HTML

    title "Relatório Diário do Proxy"

    # — Visual —

    # Aqui tem várias variáveis que você pode mudar para deixar o

    # visual do relatório (cores, fontes, etc) de acordo com o que

    # você quiser. Aqui estou usando os valores padrões.

    font_face Arial

    header_color darkblue

    header_bgcolor blanchedalmond

    header_font_size -1

    background_color white

    text_color black

    text_bgcolor beige

    title_color green

    #— Fim do Visual —

    # Diretório Temporário

    temporary_dir /tmp

    # Diretório de Saída para as página de relatório, ou seja,

    # onde o relatório vai ficar para consulta via um navegador.

    # "Geralmente" esse diretório tem que estar dentro do root do seu

    # servidor Web :D

    output_dir /srv/www/htdocs/squid-report/dia

    # Qual critério de ordem para a seção "TopUser?" USER/CONNECT/BYTES/TIME

    # Isso irá organizar o relatório na seção de TopUsers, colocando os usuários

    # que mais baixaram bytes primeiro.

    topuser_sort_field BYTES reverse

    # Qual critério de ordem para a seção "User"? SITE/CONNECT/BYTES/TIME

    # Isso irá organizar a seção de usuários da mesma forma que o item anterior.

    user_sort_field BYTES reverse

    # Arquivo com usuários que não devem estar nos relatórios

    exclude_users /etc/sarg/exclude.users

    # Arquivo com hosts que não devem estar nos relatórios

    exclude_hosts /etc/sarg/exclude.hosts

    # Formato da data (e=dd/mm/yy, u=mm/dd/yy, w=yy/ww)

    date_format e

    # Limite de logs até os antigos serem removidos, quando houver mais

    # de N relatórios, o mais antigo é automaticamente removido. Aqui

    # estamos indicando para nunca apagar nada.

    lastlog 0

    # Remover arquivos temporários após o uso?

    remove_temp_files yes

    # Gerar o index.html? (only = gera só o index.html principal)

    index yes

    # Sobrescrever o relatório se já existe?

    overwrite_report yes

    # O que fazer com registros sem usuário? (ignore/ip/everybody)

    records_without_userid ignore

    # Usar vírgula ao invés de ponto?

    use_comma no

    # Qual a quantidade de sites mais visitados à listar?

    topsites_num 100

    # Qual critério de ordem para o topsites? CONNECT/BYTES A/D

    # Aqui diz para ordenar os sites mais acessados por utilização de banda,

    # em forma decrescente.

    topsites_sort_order BYTES D

    # Arquivo de códigos HTTP para serem ignorados no relatório

    exclude_codes /etc/sarg/exclude_codes

    # Tempo de checkagem

    max_elapsed 28800000

    # — Tipo de Relatorio a ser gerado –

    # + topsites – Mostra o site, conexão e bytes

    # + sites_users – Mostra que usuários estavam acessando um site

    # + users_sites – Mostra sites acessados pelo usuário

    # + date_time – Mostra quantidade de bytes usados por dia e hora

    # + denied – Mostra todos os sites negados com URL completa

    # + auth_failures – Mostra falhas de autentificação

    report_typie topsites users_sites sites_users date_time denied auth_failures site_user_time_date

    # Exibir URLs completas? (Não recomendado)

    long_url no

    # Se alguma linha do access.log conter uma das strings, será ignorada

    exclude_string /etc/sarg/exclude.strings

    # Mostrar mensagem de sucesso na geração do relatório no fim?

    show_successful_message no

    # Campos para a seçao topusers

    topuser_fields NUM DATE_TIME USERID CONNECT BYTES %BYTES IN-CACHE-OUT USED_TIME MILISEC %TIME TOTAL AVERAGE

    # Quantidade de usuários para listar no relatório topsites

    topuser_num 0

  42. Sergio disse:

    Flavio, passa seu e-mail, se desejar eu envio o arquivo sarg.conf para você testar aí. Se você usar o 'meu' sarg.conf e teu problema continuar, com certeza será algo em relação a direito de leitura ou gravação nos arquivos.

    Aqui funciona "direitinho" no Fedora e no Debian etch.

    A minha única dúvida, ou desilução com o Sarg é na coluna Tempo Gasto (Elapse Time). Por exemplo:

    Tenho usuários que ficam na internet numa mesma página por horas a fio ( http://www.meucarronovo.com.br por exemplo) e o tempo mostrado no relatório do sarg é bem abaixo do que o tempo que ficaram usando.

    Percebo que alguns

  43. Flávo Petr&ua disse:

    Beleza, Sérgio segue meu email flavio@sodipe.com.br

    Obrigado pela atenção.

  44. Flávio Petr&u disse:

    Obrigado, Sérgio o teu sarg.conf caiu feito uma luva está funcionando blz, blz, e mais uma vez parabéns pelo belíssimo post, e ficarei atento em relação ao Elapsed Time do usuário, quando souber de algo te responderei com certeza, um abraço grande amigo, fica com Deus.

  45. Du disse:

    Bom dia

    Não entendo muito de linux, porém a critério de teste instalei isso em meu escritório, realizei tudo passo a passo e no access.log tem todos os registros lá.

    Na hora de gerar o relatório, qdo digito a linha /usr/sbin/sarg -f /etc/sarg/sarg-dia.conf -d 13/05/2009-13/05/2009, por exemplo, não da erro e nem aparece nada. É assim que gera o relatório mesmo? O que pode estar ocorrendo?

    Se puderem ajudar ficarei mto grato!

  46. Du disse:

    [root@macro sarg-2.2.5]# ./configure –enable-sysconfdir=/etc/sarg

    checking build system type… i686-pc-linux-gnu

    checking host system type… i686-pc-linux-gnu

    checking for gcc… no

    checking for cc… no

    checking for cc… no

    checking for cl… no

    configure: error: no acceptable C compiler found in $PATH

    See `config.log' for more details.

    [root@macro sarg-2.2.5]# make

    make: *** No targets specified and no makefile found. Stop.

  47. Hugo disse:

    Boa tarde!

    Caros estou com um problema muito chato com sarg, ja tentei de tudo mais nada…

    O negocio é o seguinte quando ele vai gerar os relatorio aparece:

    SARG: Records in file: 961677, reading: 99.83%

    SARG: No records found

    SARG: End

    SARG: Records in file: 961677, reading: 100.00%

    e não gera o Index.hmtl, na verdade não gera nada pelo que vocês viram acima.

    Me ajudem por favor!

    Obrigado.

  48. Jander César disse:

    Olá como vai?

    Quando eu executo o comando# sarg -f , da a seguinte mensagem.

    SARG: (language) cannot open language file: /usr/local/sarg/languages/English

    ele não gera relatórios, o posso vazer; Grato

  49. André disse:

    Olá tudo bem?

    Muito bom esse tutorial.

    Quando executo o comando:

    /usr/bin/sarg -f /etc/sarg/sarg-dia.conf -d 02/07/2009-02/07/2009

    Dá a seguinte msg: SARG: Arquivo nao encontrado: /var/lib/squid/logs/access.log

    Mas o arquivo de log está neste diretório, certinho.

    Alguma coisa será q eu fiz errado?

    Att

    André.

  50. Pablo disse:

    Quando dou este comando

    /usr/sbin/sarg -f /etc/sarg/sarg-dia.conf -d 05/02/2003-05/02/2003

    ou mando executar o arquivo sarg-dia.conf com o conteudo abaixo:

    #!/bin/bash

    HOJE=$(date –date "1 day ago" +%d/%m/%Y)

    /usr/sbin/sarg -f /etc/sarg/sarg-dia.conf -d $HOJE-$HOJE

    exit 0

    dá a seguinte mensagem: line 5: /usr/sbin/sarg: Permissão negada

    o que tenho que fazer para resolver este problema?

    Att,

    Pablo.

Deixe uma resposta