Português do Brasil English
Devin no Facebook  Devin no Twitter  RSS do Site 
Linux    

Gerenciador de Pacotes: yum


Comentários  7
Visualizações  
37,903

Para quem não conhece Linux, instalar e desinstalar programas pode parecer uma tarefa difícil. Mas na realidade, sabendo utilizar as ferramentas certas, estas tarefas se tornam muito mais fáceis que qualquer outro sistema. Os gerenciadores de pacotes fazem isso muito bem e o yum é um deles!

O yum (Yellow dog Updater, Modified) é um programa cujo objetivo é resolver as complicações da instalação/desinstalação de pacotes em formato RPM. Com o yum, o processo de instalação de um pacote se torna extremamente simples: com apenas um comando conseguimos baixar da internet a versão mais atual e instalar no sistema, deixando-o pronto para o uso. Seu endereço oficial é: http://linux.duke.edu/projects/yum/.

Inicialmente feito para a distribuição Yellow Dog – uma versão modificada do Red Hat/Fedora para sistemas com arquitetura PowerPC – o yum chamou a atenção dos desenvolvedores do Red Hat/Fedora, pois os mesmos necessitavam de um gerenciador de pacotes que resolvesse dependências e trabalhasse com repositórios na Internet. Foi adotado oficialmente desde a primeira versão do Fedora.

As instruções aqui são baseadas na distribuição Fedora.

O arquivo de configuração do yum é o /etc/yum.conf. Além disso, os repositórios (sites que contém os pacotes dos programas) são configurados através de cada arquivo de extensão .repo, localizados no diretório /etc/yum.repos.d.

A configuração padrão do yum contida no /etc/yum.conf é suficiente para o bom funcionamento do programa. Você só precisará de alguns repositórios já configurados. Por exemplo, o padrão para o repositório do Fedora é o arquivo /etc/yum.repos.d/fedora.repo:

[fedora]
name=Fedora $releasever - $basearch
baseurl=http://fedora.c3sl.ufpr.br/linux/releases/$releasever/Everything/$basearch/os/
enabled=1
gpgcheck=1
gpgkey=file:///etc/pki/rpm-gpg/RPM-GPG-KEY-fedora file:///etc/pki/rpm-gpg/RPM-GPG-KEY

As linhas acima significam que o repositório denominado fedora terá:

  1. name: Nome descritivo, no exemplo: Fedora (versão da distribuição) – (arquitetura da distribuição, ex. i386);
  2. baseurl: O endereço que contém a lista dos programas e os pacotes;
  3. enabled: Se o repositório está habilitado ou não (1 significa sim, 0 significa não);
  4. gpgcheck: Se todos os pacotes devem ter sua autenticidade verificada (extremamente recomendado, 1 significa sim, 0 significa não);
  5. gpgkey: Qual chave criptográfica utilizar para a verificação dos pacotes.

Com este repositório configurado, pode-se instalar e remover todos os pacotes básicos da distribuição. No caso das atualizações de pacotes, o repositório é outro e pode ser configurado no arquivo /etc/yum.repos.d/fedora-updates.repo:

[updates]
name=Fedora $releasever - $basearch – Updates
baseurl=http://fedora.c3sl.ufpr.br/linux/updates/$releasever/$basearch/
enabled=1
gpgcheck=1
gpgkey=file:///etc/pki/rpm-gpg/RPM-GPG-KEY-fedora

Há varios outros repositórios de terceiros disponíveis (como o livna, dag, freshrpms, atrpms) que contém outros programas que podem não estar na lista principal por diversos motivos. Cada um desses repositórios têm configurações próprias e por isso criam arquivos .repo dentro do diretório /etc/yum.repos.d. Aqui não iremos listar todos os repositórios e sim apenas os oficiais.

Uma vez configurados os repositórios desejados, é hora de utilizar o yum.

Para procurar por um pacote usando alguma palavra relacionada, utilizamos o parâmetro search. Por exemplo, procurar todos os pacotes relacionados com a palavra ‘DVD’:

# yum search DVD

Para instalar um pacote:

# yum install pacote

Para desinstalar o pacote:

# yum remove pacote

Atualizando um pacote específico, caso exista uma atualização para o mesmo:

# yum update pacote

Ou se precisarmos atualizar todo o sistema, instalando todos os pacotes novos que tenham atualizações disponíveis:

# yum update

Para verificar quais os pacotes que precisam de atualização:

# yum check-update

Listando todos os pacotes disponíveis, tanto no repositório quanto os já instalados:

# yum list

Listando todos os pacotes disponíveis para a instalação:

# yum list available

Existem também os grupos de pacotes. Um grupo de pacotes é um conjunto de pacotes necessários para se instalar alguma funcionalidade no sistema e são definidos pelos desenvolvedores da distribuição. Para listar todos os grupos de pacotes:

# yum grouplist

Installed Groups:
   Office/Productivity
   MySQL Database
   Editors
   System Tools
...corte...
Available Groups:
   Engineering and Scientific
   Window Managers
   GNOME Software Development
   XFCE Software Development
   XFCE
...corte...

Como podemos ver, o yum mostra os grupos já instalados no sistema (Installed Groups) e os disponíveis para a instalação (Available Groups). Se quisermos, por exemplo, instalar o suporte ao gerenciador de janelas XFCE, instalamos seu grupo:

# yum groupinstall "XFCE"

O yum se encarregará de baixar todos os pacotes necessários para o XFCE. Para remover todos os pacotes do grupo:

# yum groupremove "XFCE"

Todas estas ações do yum necessitam de uma conexão de Internet, pois a lista de pacotes é sempre requisitada no repositório para consulta. Mesmo para consultar um simples nome de pacote, precisa-se de conexão com a Internet.

Caso já tenha se utilizado o yum para fazer alguma ação (e por consequência, ele já tenha baixado a lista de pacotes para o seu sistema), podemos optar por não precisar nos conectar ao servidor na Internet toda vez que usarmos o yum utilizando o parâmetro -C. Exemplos:

# yum -C search DVD
# yum -C check-update
# yum -C list | grep kde

Comentários  7
Visualizações  
37,903


TagsLeia também

Apaixonado por Linux e administração de sistemas. Viciado em Internet, servidores, e em passar conhecimento. Idealizador do Devin, tem como meta aprender e ensinar muito Linux, o que ele vem fazendo desde 1997 :-)


Leia também



Comentários

7 respostas para “Gerenciador de Pacotes: yum”

  1. Ariel disse:

    Estou com o FC11 mas não consigo utilizar o yum com nenhum tipo de parametro. segue erro abaixo.

    [root@localhost yum.repos.d]# yum -C update

    Plugins carregados: refresh-packagekit

    Error: Cannot retrieve repository metadata (repomd.xml) for repository: fedora. Please verify its path and try again

  2. [...] ao site http://www.devin.com.br/gerenciador-de-pacotes-yum/ Gostar disso:GostoSeja o primeiro a gostar disso post. Deixe um comentário Deixe um comentário [...]

  3. Mateus disse:

    Convincente este poster,pretendo usar o centOS como minha distro estável,afinal nunca antes tinha me arriscado na faília RPM,para mim são melhores que os da família deb,pelo menos o CentOS vale por muito tempo

  4. Wesley C. Dias disse:

    Parabéns pelo post.

    Obrigado.

  5. Tadeu disse:

    Muito boa as dicas, valeu!

Deixe uma resposta