Português do Brasil English
Devin no Facebook  Devin no Twitter  RSS do Site 
Linux    

CentOS: Removendo pacotes 32-bits nos sistemas 64-bits


Comentários  2
Visualizações  
25,633

Ok ok, juro que esta vai ser uma dica rápida, mas bastante útil! Logo quando surgiu os computadores de arquitetura 64-bits, o Linux foi um dos primeiros sistemas operacionais a suportar a arquitetura completamente. Desde então, o uso dessa arquitetura aumentou bastante.

Só pelo título, vai vir gente aqui falando: se eu remover todos os pacotes 32-bits, algumas coisas que dependem disso (como Flash, plugin de Java e uma série de “probleminhas“) não irão mais funcionar! É por isso que até hoje a gente vê que as distribuições em versão 64-bits mantém pacotes 32-bits para compatibilidade.

Na verdade, minha opinião pessoal, ou seja, Hugo aqui falando, é que instalar uma versão 64-bits em um desktop gera mais problemas do que solução. Eu particularmente prefiro instalar 32-bits e ter tudo funcionando sem dor de cabeça, perdendo um pouco de desempenho (tá, em um desktop geralmente não se tem muitos GB de RAM, e também não se fica compilando coisas toda hora, então a perda de desempenho não é tããão grande assim).

Só que em servidores é bem diferente. Eu não vou usar essas frescuras que dão problema, então eu quero um sistema verdadeiramente 64-bits! Para isso eu preciso remover todos os pacotes que não são 64-bits, e o sistema tem que continuar funcionando direitinho.

Neste caso, essa série de comandos depois da instalação serve para o propósito, lembrando que isto foi testado na distribuição CentOS 5.3, o que significa que também foi testado no RHEL e dá certo.

cd /root

rpm -qa --queryformat "%{name}.%{arch}\n" | grep i386 > pacotes-i386.txt
for i in `cat pacotes-i386.txt`; do yum -y remove $i; done

rpm -qa --queryformat "%{name}.%{arch}\n" | grep i686 > pacotes-i686.txt
for i in `cat pacotes-i686.txt`; do yum -y remove $i; done

rm -f pacotes-i386.txt pacotes-i686.txt

Explicando os comandos acima:

  1. O rpm -qa junto com o parâmetro –queryformat pega todos os pacotes que tem como arquitetura o i386. O resultado vai pro arquivo pacotes-i386.txt.
  2. Para cada linha deste arquivo, eu removo-o com o yum, removendo também todas as suas dependências.
  3. Faço a mesma coisa dos passos 1 e 2, só que agora para pacotes i686.
  4. Removo as listagens dos pacotes.

Simples e eficiente. Dá para incrementar o script, mas a idéia não seria essa. Espero que seja útil!


Comentários  2
Visualizações  
25,633


TagsLeia também

Apaixonado por Linux e administração de sistemas. Viciado em Internet, servidores, e em passar conhecimento. Idealizador do Devin, tem como meta aprender e ensinar muito Linux, o que ele vem fazendo desde 1997 :-)


Leia também



Comentários

2 respostas para “CentOS: Removendo pacotes 32-bits nos sistemas 64-bits”

  1. BKC disse:

    Grande Hugo Cisneiros,

    tinha sumido e retornou das cinzas ou eu é que só agora tô vendo ele reescrever desde que dava dicas de Linux desde o tempo do Guarani, pelo menos para mim. Não lembro onde (Forum do UOL) mas sei que ajudou muita gente a compilar kernel "from the scratch".

    Tava procurando pra que serve o download do WordPress, já que eu achava que era só um blog.

    Ah, já tentou compilar o Metisse no MacOs X (embora fuja do escopo do OpenSource…)

    Forte abraço.

    BKC Jr

    (Bemildo)

  2. Cleiton disse:

    Muito bom!!

    Parabéns!

Deixe uma resposta